quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Meu animal de estimação






Mesmo antes de me conhecer como gente, ja tinha meus bichinhos de estimação, sempre fui muito ligado neles, cachorro, gato, hamster, até a chimbica minha galinha.

Tive porquinho da índia, vaquinha, um viveiro cheio de cardeais, gaturamas, bandeirinhas, colerinhas, saira de 7 cores, fim-fim. Tive peixinhos, pintinhos, tudo que era filhotinho ia parar lá em casa.

Até hoje é assim amo animais. Ontem li uma frase mais ou menos assim: "EU LEVO UMA VIDA DE CACHORRO! Não me drogo, não odeio, não contamino, não invejo, não cobiço, não traio e sobretudo, não dependo de bens materiais para SER FELIZ!"

Parei por um instante para invejá-los. Que criaturas magníficas!

Além de tudo estão sempre prontos para dar e receber carinhos, ficam à nossa volta implorando um colo, um chamego. Eles são realmente como filhos, enchem a casa de alegria, às vezes de sujeira, mas vale a pena.

"RESPEITAR os animais é DEVER de todos, AMÁ-LOS é um PRIVILÉGIO de poucos"


6 comentários:

  1. Se os seres humanos fossem como os animais...

    ResponderExcluir
  2. Lelo, essa eu não peguei do google: "quanto mais conheço as pessoas mais admiro os animais".

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Na infância sempre tive animais de estimação. Basicamente cachorros. Acredito que muito me ajudaram a desenvolver o senso de amizade, companheirismo, gratidão lealdade e fidelidade. São seres que estão sempre ao nosso lado. Não têm interesse por valores monetários. Só buscam carinho, atenção e alimento. Percebem quando estamos tristes e se achegam, baixam a cabeça e ficam ao nosso lado. Não precisam falar, mas nós os compreendemos e eles nos entendem. São os primeiros a correr ao portão quando chegamos em casa. Podemos maltratá-los, mas basta um afago para que tudo volte ao normal, não guardam rancor. Geralmente são leais e estão sempre protegendo seus donos e o território em que vivem. Por todas estas razões não me surpreendi ao assistir o filme "Nosso Lar" e ver em uma das cenas um cachorro circulando livremente nas ruas da colônia espiritual. Nós temos muito que aprender com os animais!

    ResponderExcluir
  5. Concordo com vc em tudo relacionado com animais. são uma das coisas que mais amo, tanto que tenho 20. 14 gatos e 6 cachorros, 4 da burguesia (raça) e o restante peguei da rua (de uma ceta forma se tornaram burguesia). Soa como cliche mas é real, quanto mais conheço o ser humano, mais amo os animais.
    Silvia Rangel
    bjs

    ResponderExcluir
  6. Oi Silvia...bom te ver por aqui. Obrigado pelo comentario. BJ

    ResponderExcluir